Quem somos?

Fundada em 2011 por jornalistas, intelectuais e ativistas, a Diálogos do Sul é uma revista blilíngue, que nasce como herdeira da Revista Cadernos do Terceiro Mundo.

Como defensores deste legado, todos os nossos conteúdos se pautam pela mesma ética e qualidade de produção jornalística, tendo como pilar fundamental a defesa dos direitos humanos, da soberania dos povos e da integração regional.

Ao longo dos anos, firmamos parcerias com importantes agências de notícias estrangeiras e nacionais, como Prensa Latina e Interpress Service (IPS), com os jornais La Jornada, do México, e Página/12, da Argentina; com o site Motor Económico, da Argentina e mantém convênio com as TVs Sindical da Argentina e com Cidade Livre, de Rio Claro (SP).

Com o propósito de somar forças, temos uma parceria com o site Opera Mundi, especializado em relações internacionais. A cooperação permite que compartilhemos o espaço web, tecnologias e também as redes sociais. O acordo também possibilita que estejamos hospedados no UOL, portal com média de 1,3 bilhão de visitas por mês.

Diálogos do Sul também mantém acordo de cooperação com as duas mais importantes universidades do Rio de Janeiro, a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), por meio do Laboratório de Pesquisa e Práticas de Ensino em História (LPPE) do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, da UERJ, e do Núcleo Interdisciplinar de Estudos sobre a África, Ásia e as Relações Sul-Sul (NIEAAS), vinculado ao Departamento de Ciência Política, da UFRJ. Alunos e professo res participam de programas especiais de entrevistas com personalidades de destaque, que são transmitidas em várias plataformas multimídia.

A Cadernos do Terceiro Mundo foi referência tanto para o jornalismo como para o mundo acadêmico, estudiosos em geral da problemática dos países em desenvolvimento — notadamente aqueles em luta por sua independência.

Criada em 1975 na Argentina, por Júlia Constanza (argentina) Beatriz Bissio (uruguaia) Pablo Piacentini (italo-argentino) e Neiva Moreira (brasileiro), a Cadernos do Terceiro Mundo teve seu apogeu no México. Trasladada para o Rio de Janeiro em 1980, deixou de circular em 2015, mas se mantém viva, digitalizada para consulta pública.

A versão virtual é parte do projeto de preservação do acervo, feito com a participação do Arquivo do Estado do Rio Janeiro, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro e da Federal Rural, bem como por meio da cooperação do governo do estado do Maranhão.

A marca da Cadernos do Terceiro Mundo está no quadro de fundação da Diálogos do Sul, que contou com personalidades que de uma ou outra forma estiveram relacionadas com Cadernos do Terceiro Mundo, somando a elas também, um nutrido grupo de jovens.

QUEM SOMOS

Da “velha” guarda alguns já se foram, mas estão in memória: Abdias Nascimento, Theotônio dos Santos e Neiva Moreira. Entre jovens e não tão jovens: Beatriz Bissio, Beatriz Cannabrava, Elisa Larkin Nascimento, Jacqueline Ventapane, José Maria Rabelo, Juliane Cintra, Ladislau Dowbor, Monica Bruckman, Paulo Cannabrava Filho e Vanessa Martina Silva

A análise geral foi de que transcorreram muitas reuniões e discussões até que se chegasse à formulação do projeto necessário. Terceiro Mundo como conceito estava superado por uma visão global em que a contradição principal é dada entre o Norte hegemônico e o Sul explorado. Daí a necessidade de um diálogo e maior integração entre os países do Sul: por isso o nome Diálogos do Sul.

Para executar nosso trabalho, contamos com uma campanha de financiamento coletivo, por meio do qual os leitores podem contribuir mensalmente com nossa revista.

REDES SOCIAIS

Missão

Visão

Valores

Expediente

DIREÇÃO

Geral: Paulo Cannabrava Filho

Administrativa: Beatriz Cannabrava

Editorial: Vanessa Martina Silva

REDAÇÃO

Editora

Vanessa Martina Silva

Redatores e operadores multimídia: 

George Guariento

João Batista Pimentel

Mariane Barbosa

Tradução:

Ana Corbisier

Beatriz Cannabrava

FUNDADORES

Abdias do Nascimento – in memorian

Beatriz Bissio

Beatriz Cannabrava

Elisa Larkin Nascimento

Jacqueline Ventapane

Juliane Cintra

Ladislau Dowbor

Monica Bruckman

Neiva Moreira – in memorian

Paulo Cannabrava Filho

Theotonio dos Santos – in memorian

Vanessa Martina Silva

CONSELHO EDITORIAL

Amyra El Khalili 

Beatriz Bissio

Beatriz Cannabrava

Cecília Boal

Elisa Larkin Nascimento

Flavio Tavares

Gustavo Espinosa

Hilda Fadiga

Idibal Pivetta

José Maria Rabêlo

Kháled Mahassen

Ladislau Dowbor

Luiza Erundina

Mônica Bruckmann

Neiva Moreira – in memorian

Nils Castro (Panamá)

Paulo Cannabrava Filho

Raphael Martinelli – in memorian

Ricardo Gaspar

Rita Sipahi

Rose Nogueira

Sara Beatriz Guardia

Stella Calloni

Teothônio dos Santos – in memorian

Victor Neiva

Vilma Amaro

COLABORADORES INTERNACIONAIS

Argentina

Stella Calloni

Helena Iono

EUA

Ilka Oliva Corado

Guatemala

Carolina Vásquez Araya

Panamá

Nils Castro

Paraguai

Martín Almada

Peru

Gustavo Espinosa M.

Jorge Rendón

APOIO

PARCEIROS

CONVÊNIOS